Paulo nesta carta parte do conteúdo geral do que deve ser ensinado sobre os anciões, as mulheres e os jovens, e neste versículo especificamente recomenda e aconselha a Tito a orientar os jovens, recomendando um comportamento moderado, por moderação, entende-se a necessidade de equilíbrio, comedimento, prudência, aquele que age levando em consideração normas e regras…
A preocupação de Paulo com os jovens, deve se ao fato da exposição dos mesmos a tantos apelos materiais, a porta larga, os vícios de toda a natureza, a vida sensual. Geralmente os jovens ainda na sua maioria não estão atentos a vida do Espírito.
Adeilson Sales, no Livro León Denis fala aos jovens, nos alerta que “muitos jovens vivem o automatismo dos gozos vazios, porque o que os move é apenas aquilo que os olhos podem contemplar. E, quando eles sofrem algum revés, a frustração tem o peso de uma sentença de morte, porque não encontram sentido na vida. (…) E que a juventude é como um rio caudaloso de águas agitadas que desconhecem a força que tem. Quando a força desse rio é disciplinada pelas comportas do amor, a usina é capaz de gerar o amor e a paz que alcançam o céu. “
Assim, que possamos refletir, da importância da orientação sábia aos nossos jovens, educando e levando-os a alcançar a vitória sobre as ilusões e os desregramentos da vida material, conforme os preceitos de León Denis “instruamos a juventude, esclareçamos sua inteligência; mas, antes de tudo, falemos ao seu coração”.
E para finalizar nos reportamos ao poema mensagem para os jovens, de Casimiro Cunha:

    MENSAGEM SOBRE A JUVENTUDE
    Casimiro Cunha
    Mocidade espiritista, Ergamos a nossa voz.
    O mundo clama por Cristo E o Cristo clama por nós.

    Sigamos desassombrados, À luz do Consolador.
    A luta de cada dia É a nossa vinha de amor.

    Na companhia sublime Do Amigo Excelso e Imortal,
    Nós somos semeadores Da terra espiritual.

    Marginando-nos a estrada De fé risonha e segura,
    Há corações afogados No pântano da amargura.

    Ao lado das nossas flores De doce deslumbramento,
    Há soluços desvairados De angústia e de sofrimento.

    Em toda parte, aparecem Deserto, charco, espinheiro…
    Sejamos braços ativos Do Divino Jardineiro.

    Plantemos alegremente, Sob a fé que não descansa,
    Bondade, paz, otimismo, Consolação e esperança.

    Aguardam-nos, vigilantes, Para a glória do trabalho,
    A imprensa, a tribuna e o livro, A enxada, o tijolo e o malho.

    Não desdenhemos servir, Em todas as condições.
    Espiritismo aplicado É sol para os corações.

    Estendamos sobre a Terra A benção que nos invade,
    Multiplicando os domínios Da santa fraternidade.

    Amor que salva e levanta É a ordem que nos governa.
    Na lide em favor de todos, Teremos a vida eterna.

    Mocidade espiritista, Ergamos a nossa voz.
    O mundo clama por Cristo E o Cristo clama por nós.

Xavier. Francisco Cândido. Página juvenil. In: Correio Fraterno. Por Diversos Espíritos. 6. ed. Rio de Janeiro

Referências:
Salles Adeilson. León Denis fala aos Jovens. Inter vidas Catanduva SP 2020
Xavier. Francisco Cândido. Página juvenil. In: Correio Fraterno. Por Diversos Espíritos. 6. ed. Rio de Janeiro